Vida simples, calma e consciente – Episódio 2: Como organizo a cozinha

COMO ORGANIZO A COZINHA

Bem vindos ao segundo episódio da série Vida Simples, Calma e Consciente.

No vídeo de hoje quero mostrar-vos como está a organização da minha cozinha e despensa neste momento, mostrar-vos mais alguns destralhes e reorganizações que fiz e deixar-vos algumas dicas de organização que sigo e que vos pode ajudar nas organizações aí de casa.

A dica mais importante que vos deixo e que tem ajudado muito a que a organização da minha casa seja prática e se mantenha é observarem a vossas rotinas antes de decidir como organizar algo.

Por vezes achamos que estamos a organizar muito bem mas na verdade se essa organização não se mantém, é porque não é eficaz e o que estivemos a fazer foi apenas arrumar. Assim aconselho sempre a observarem as vossas necessidades primeiro e irem à procura de inspiração com base nisso e não ao contrário.

Por isso é que não existe um método certo e único. Tem de estar adaptado ao vosso dia a dia e fazer sentido para a vossa rotina.

5 PERGUNTAS QUE AJUDAM A DESTRALHAR

Primeiro que tudo deixo-vos já 5 perguntas importantes que devem fazer antes ou enquanto fazem a organização da cozinha ou de qualquer espaço na vossa casa.

1 – Uso este artigo com regularidade?

Esta questão ajuda-me não só a decidir o que sai cá de casa mas também o que entra. Foram muitas as vezes em que o número de utilizações de um artigo não justificou a sua compra.

2 – Poderá outro objecto fazer a mesma função?

Em caso de responderem não à primeira pergunta mas ainda assim ficarem na dúvida se deve ir, façam esta segunda. Imaginem que se livram do artigo que usam poucas vezes mas que entretanto faz falta. Como resolveriam a situação? Haverá outro objecto que poderá fazer a mesma função? A propósito deste ponto, partilharei durante esta semana, no facebook, uma dica que mostra isto na prática.

3 – Estou a guardar este artigo porque pode fazer falta?

Embora coloque esta questão em terceiro, é das primeiras que faço. Tem sido assim que tenho doado/vendido muita coisa. Se já me fez falta alguma coisa depois de a ter tirado cá de casa? Sim. Morri por causa disso? Felizmente, não. Procuro sempre outras soluções e haverá sempre volta a dar. Haja criatividade e tudo se resolve. Essa falta não terá, com certeza grande impacto na minha felicidade.

4 – Este objecto justifica o espaço que ocupa?

Não é a pergunta que faço com mais frequência porque aplico-a muito a peças de mobiliário, mas digo-vos que a resposta negativa a esta questão já evitou a compra de alguns móveis e ajudou-me a decidir doar outros que tinha e não precisava (uma estante da sala, outra da cozinha, outra do hall e uma sapateira).

5 – Este objecto justifica o tempo que perco a limpá-lo?

Esta questão tem-me ajudado a ser mais minimalista no que toca a objectos decorativos. Se é algo que nem está muito de acordo com o tipo de decoração que gostamos e ainda tenho de perder tempo a limpar, então é para ir. A rotina de limpar o pó é mais rápida e fico livre para fazer actividades que gosto.

Depois de fazer estas perguntas percebi que a primeira coisa que tinha de desaparecer da minha cozinha e que estava a ocupar espaço útil era esta caixa de madeira com vários objectos que ia guardando para reciclar e usar na decoração da casa. O problema é que não tocava neles há muito tempo e só ali estavam para deixar o armário sujo e desorganizado e pior que isso, estavam ali a lembrar-me que de alguma forma tinha projectos pendentes, coisas por terminar (mesmo sem saber o que ia fazer com eles).

Por isso foi muito fácil doá-los a alguém que eu sabia que lhes ia dar melhor uso. Foi o melhor que fiz. Assim, fiquei com um armário livre que será para ir guardando loiça que quero comprar. Por isso aguardem mais mesas decoradas nos próximos tempos, um ritual que adoro fazer, sejam em refeições de fim-de-semana ou nos dias mais ocupados.

DESPENSA

Em relação à despensa, já partilhei um vídeo em que vos mostro a remodelação, limpeza e organização do espaço. Uma das mudanças que fiz na organização das mercearias for ter trocado para frascos herméticos. Não por uma questão estética mas porque conservam melhor os alimentos. Continuo muito satisfeita com a opção.

Quanto às etiquetas, optei por usar uma caneta de giz líquido e escrever o que contém cada frasco. Para mim é mais prático porque evito estragar etiquetas cada vez que lavar os frascos antes de voltar a encher. Além disso também posso trocar o conteúdo e assim basta apagar e escrever de novo. Muito simples e eficaz. Como é que fazem por aí? Também usam este sistema ou preferem as etiquetas coladas?

DETERGENTES ECOLÓGICOS

DETERGENTES

Falei-vos que era importante observarmos a nossa rotina para que a organização possa ser o mais prática e eficaz possível. Por esse motivo, optei por ter frascos para os detergentes da loiça e roupa, o mais próximo possível das máquinas. Basta usar frascos esteticamente mais bonitos e tudo acaba por ficar bem enquadrado na decoração, sem parecer desarrumado. Assim, tenho um frasco para o detergente da roupa (estou a adorar este da Monina, deixo-vos o link na descrição, caso tenham interesse em conhecer mais esta marca), outro para o amaciador, que na realidade é vinagre e outro ainda para as cápsulas da máquina de lavar loiça. Não podia ser mais prático.

Falando ainda em detergentes, outra área que ainda não tinha uma organização eficiente, era a zona debaixo do lava-loiça. Assim, optei por usar estas caixas simples e práticas de limpar para organizar panos de limpeza e outros artigos como sacos do lixos e esfregões. Para guardar e organizar outros artigos de limpeza, como bicarbonato de sódio, sabão, o abrilhantador da máquina da loiça, o tira nódoas reutilizei frascos que já tinha aqui por casa. Apenas comprei um frasco spray para o detergente multi superfícies e coloquei tudo numa prateleira (que já tinha por aqui mas que não estava a ser usada) para ficar mais organizado.

Uma forma que encontrei para harmonizar os frascos foi colocar umas etiquetas (e sim, desta vez preferi colar porque não irei mudar o conteúdo dos frascos e a limpeza dos mesmos será mais esporádica. No meu caso usei umas simples que fiz no computador. Apenas colei película transparente para que durem mais e não fiquem estragadas com a humidade. Se gostaram e quiserem usar estas etiquetas basta deixarem um comentário que farei o envio de imediato.

TRAVESSAS E CAIXAS

Quanto à organização das caixas e travessas, fiz, primeiro que tudo, uma grande seleção das coisas que tinha. Muitas ainda em óptimo estado doei e fiquei apenas com o que efectivamente usava. Para organizar as travessas, uso estes organizadores extensíveis, que originalmente são para tampas.

Quanto às caixas, coloco na parte debaixo porque são mais pesadas. Não tenho uma organização muito específica. Como não são muitas opto por manter a tampa e ir empilhando, de forma a ficar minimamente organizado.

GAVETAS

Quanto à organização de gavetas, utilizo organizadores individuais apenas porque para mim é mais prático e fácil de limpar. Se as vossas gavetas estão caóticas, deixo-vos duas técnicas que usei para organizar e simplificar as minhas:

A primeira foi doar utensílios que tinha repetidos e eram muitos. E a segunda foi retirar tudo das gavetas, colocar numa caixa e ir tirando à medida que ia precisando. Ao fim de 3 meses, sensivelmente, verifiquei o que ainda lá continuava e doei. Digo-vos que esta técnica funcionou muito bem e não senti falta de nada do que doei.

Para panos, guardanapos (que por aqui só usamos de tecido) e toalhas a melhor dica que vos deixo é a de dobrarem de forma a conseguirem colocar uns ao lado dos outros e não sobrepostos. Fica muito mais fácil de organizar e acima de tudo poupa imenso espaço.

Para outro tipo de artigos, como estes que estão a ver, optei por retirar alguns da embalagem original e outro organizei em caixinhas reutilizadas. Adivinham do que é que eram estas?

COMO ORGANIZO ARMÁRIOS

PRATELEIRAS

Para quem tem pouco espaço, usar este tipo de prateleiras para aproveitar espaço em altura é o ideal. E mesmo para quem não tem falta de espaço, são óptimas para deixar tudo mais organizado e de fácil acesso. Recomendo muito. Optei por colocar os pratos num armário em baixo por serem artigo pesados. Com as prateleiras ficam mais fáceis de tirar e mais organizados.

Deixo-vos com a organização final da minha cozinha, que não é perfeita nem a certa mas é aquela que mais sentido faz para mim. Podem ver mais dicas de organização em dois artigos que escrevi para o blog. Deixo-vos os links na descrição para poderem consultar.

Espero que o vídeo seja útil e vos inspire a deixar as vossas casas mais simples, práticas e organizadas.

No próximo vídeo irei partilhar como organizo o meu frigorífico e a arca congeladora. Fiquem bem.

 

Vida simples, calma e consciente
Episódio 1: Como pratico slow living
Partilhar

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.